Notícias / Brasil

DURANTE FESTA

Acusado de espiar adolescente em banheiro, homem é morto com coleira de cachorro

Terça-Feira, 19/02/2019, 14:46:37 - Atualizado em 19/02/2019, 14:46:37 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Acusado de espiar adolescente em banheiro, homem é morto com coleira de cachorro (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

O réu Alan David Cândido Menezes foi condenado pelo Tribunal do Júri à pena de 24 anos e 9 meses de prisão, em regime fechado, por ter matado um homem asfixiado com uma coleira de cachorro e pela corrupção de três adolescentes. O caso ocorreu na cidade de Águas Claras, no Distrito Federal.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, o crime foi cometido na madrugada do dia 15 de janeiro de 2017. Na ocasião, Alan e mais três adolescentes estavam na casa da vítima, Michael da Silva Cortez, e consumiam bebidas alcoólicas.

Durante a festa, uma das adolescentes acusou Michael da Silva tê-la espiado utilizando o banheiro.Houve um desentendimento envolvendo Alan, os três  adolescentes e Michael.

Os agressores utilizaram garrafas de vidro, facas, barras de ferro, utensílios domésticos e eletrodomésticos para atacar Michael, além de chutes, que causaram inúmeras lesões corporais.

Por fim, Alan e os adolescentes enforcaram Michael com uma coleira de cachorro, que amarraram no pescoço do rapaz. A vítima foi penduraram em uma janela e morreu por asfixia.

Alan foi condenado pela prática de homicídio triplamente qualificado – por motivo fútil, praticado com emprego de meio cruel e com uso de recurso que dificultou a defesa da vítima – e, ainda, por corrupção de menores.

(Com informações do portal Metrópoles)





Comentários

Destaques no DOL