Notícias / Concursos e Empregos

ÚLTIMA ETAPA

Candidatos do concurso da Susipe passam por treinamento de tiro e defesa pessoal

Terça-Feira, 30/04/2019, 12:18:44 - Atualizado em 30/04/2019, 12:49:58 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Candidatos do concurso da Susipe passam por treinamento de tiro e defesa pessoal  (Foto: Reprodução)
a formação do candidato na disciplina de instrução em armamento e tiro é a última etapa do concurso público. (Foto: Reprodução)

A Escola de Administração Penitenciária, da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), finalizou a primeira etapa de estágio dos candidatos do Concurso C-199, destinado a agentes carcerários, na manhã da última segunda-feira (29). Sete turmas vivenciaram a rotina operacional em sete unidades do sistema penal.

As atividades fazem parte do estágio supervisionado, realizado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel (Região Metropolitana de Belém), e estão ocorrendo no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp), em Marituba, também na RMB.

O diretor da Escola, João Cláudio Arroyo, informou que, durante as aulas, os candidatos realizaram atividades relativas a várias disciplinas, como intervenção tática, escolta e defesa pessoal. Na próxima quinta (2), começarão as aulas práticas de instrução em armamento e tiro. "Este é o primeiro curso profissional para agentes prisionais que capacita servidores da Susipe, para ações operacionais de segurança, como recomenda o padrão nacional do Departamento Penitenciário Nacional (Depen)", disse Arroyo.

Segundo o diretor, as aulas práticas preparam os agentes para agir em situações de crise e risco nas unidades prisionais. "Até aqui, o controle que envolvia combate e ação armada era exclusivo da Polícia Militar. Agora, seguindo o padrão Depen, como já acontece no Maranhão, Paraná, Minas Gerais e outros estados, o Pará adota o procedimento que tem reduzido ocorrências violentas, a partir da melhor e mais completa qualificação dos agentes, que passam a usar mais a inteligência operacional e estratégias de prevenção, além de respostas imediatas na eventualidade de ocorrências", acrescentou.

Habilitação 

De acordo com o diretor-geral penitenciário da Susipe, coronel Mauro Matos, a formação do candidato na disciplina de instrução em armamento e tiro é a última etapa do concurso público e permite que o agente, após habilitado, tenha porte institucional de arma de fogo, conforme a Lei do Desarmamento. "Eles ficam habilitados para atuar em escoltas, guardas e intervenções em caso de motins", explicou.

Nos próximos dias, outras sete turmas, com o total de 14 agentes, concluirão o estágio supervisionado. Após os treinamentos, ocorrerão as provas. A avaliação final constará de prova, na qual os candidatos precisam obter a nota 7 em cada disciplina para serem aprovados. Os aprovados serão classificados com base na média geral obtida.

Veja mais oportunidades para você:

(DOL Concursos/Com informações da Agência Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL