Notícias / Pará

DESCASO

Estudantes são obrigadas a usar guarda-chuva para assistir aula em Belém

Terça-Feira, 28/05/2019, 22:53:59 - Atualizado em 28/05/2019, 23:46:38 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Estudantes são obrigadas a usar guarda-chuva para assistir aula em Belém (Foto: Reprodução/Whatsapp)
No ano passado, o teto da escola desabou. Após insistência, a escola conseguiu dinheiro para a reforma, que foi interrompida sem explicações (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Duas alunas da escola municipal República de Portugal foram obrigadas a abrir as sombrinhas dentro da unidade de ensino para continuar assistindo às aulas, no bairro da Marambaia, em Belém. O flagrante foi recebido pela coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), Silvia Letícia, e divulgado nesta terça-feira (28).

Letícia afirma que as goteiras são reflexos do descaso da Prefeitura de Belém, que há meses tem prometido concluir as reformas do telhado (danificado após o teto da escola desabar em dezembro último), porém, sem retorno desde então.

“Nós temos 15 salas nessa escola e, entre elas, 12 estão comprometidas com goteiras. As crianças precisam levar sombrinhas para dentro da escola para acompanhar as aulas. A chuva molha o material das crianças e é um descaso completo da prefeitura de Belém”, dispara a coordenadora.

Ela afirma também que não é a primeira vez que procuram a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e que já solicitaram providências, principalmente considerando que a capital ainda vive o chamado “inverno amazônico”.

“É uma escola que atende a comunidade da periferia em torno dos conjuntos do bairro da Marambaia. Estamos há quase cinco meses exigindo a reforma da escola. A Socorro Aquino [titular da Semec] reuniu com a comunidade escolar e prometeu a reforma, mas até agora nada. Sabe o que tá acontecendo? Ao invés de estarem na sala de aula, elas estão em laboratórios, biblioteca, mas não conseguem estudar porque não tem mais espaço adequado para funcionar. Estamos dando aula em condições precárias na rede de ensino municipal”, desabafa.

RESPOSTA

Na noite de hoje (28), o DOL entrou em contato com a Prefeitura de Belém que disse, por meio de nota, que foi dada a ordem de serviço desde o dia 1º de abril, mas por conta de "pendênias na documentação da empresa contratada", as obras só serão iniciadas a partir da próxima semana, com previsão de conclusão para o dia 31 de julho.

A Prefeitura informou também que o processo de reforma está avaliado em mais de 880 mil reais para o telhado, esquadrias, piso, forro, pintura, instalações elétricas, climatização e manutenção nos banheiros.

(Com informações de Toni Gonçalves/Rádio Clube do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL